Arq. Eliana Sousa Santos (MIARQ/ULHT)

Investigação e arquitectura: apologia da inclusão
sinopse


A problemática da investigação sobre arquitectura tem sido largamente explorada nos últimos anos. No entanto, arquitectos considerados ‘práticos’ publicaram trabalhos de investigação sobre arquitectura, basta lembrarmo-nos do Delirious New York de Rem Koolhaas. Igualmente, outros arquitectos exploraram uma ligação entre a teoria e a prática, como Peter e Alison Smithson, Peter Eisenman, Aldo Rossi ou Greg Lynn, para nomear um grupo diverso.
Recentemente, Anthony Vidler propôs argumento que o desenvolvimento do Movimento Moderno está ligado ao trabalho de historiadores como Nikolaus Pevsner e Sigfried Giedion.
Com tantos exemplos onde é evidente a útil interacção entre a investigação e a prática arquitectónicas, assistimos ao cepticismo crescente do meio arquitectónico em relação à investigação em teoria e em história. Esta questão tem sido debatida ultimamente num ensaio de Mario Carpo, num simpósio organizado por Mark Cousins e no próximo número do Journal of Architectural Education.
Neste ensaio será apresentado o argumento da inclusão da ‘investigação em,’ assim como ‘investigação sobre’ arquitectura, e que idealmente estes dois tipos de investigação deviam ser considerados juntos.

Sem comentários:

Publicar um comentário